SEPLAG apresenta o Banco de Indicadores da Cidade

Secretária Dulce Cazzuni durante a abertura da apresentação. (Imagem: Ivan Cruz)

A secretaria de Planejamento e Gestão (SEPLAG) lançou, na quarta-feira (23), na Sala Osasco, a plataforma digital do Banco de Indicadores da Cidade (BIC) para funcionários da Prefeitura.   

Desenvolvido por técnicos do Departamento de Estudos e Pesquisas, Indicadores e Metodologia de Sistemas Informatizados (DEPI), o BIC reúne, de forma sistemática e comparativa, mais de 100 indicadores oficiais sobre a cidade de Osasco. Para compor essa rica base de dados, o DEPI organizou e construiu inúmeros indicadores fornecidos por fontes oficiais, como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Ministério da Educação (MEC), Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS) e por outras instituições diversas, inclusive secretarias da própria Prefeitura.

Disponível no www.bic.osasco.sp.gov.br, o site é estruturado em campos de busca divididos por temáticas diversas, como demografia, educação, saúde, economia, meio ambiente, qualidade de vida e segurança.  Com atualizações constantes, o BIC tem potencial para se tornar uma importante ferramenta de auxílio na gestão planejada do município.

Abrindo o encontro, a secretária de Planejamento e Gestão, Dulce Cazzuni, destacou a relevância do projeto e seu “caráter participativo”. “O BIC é um importante meio de comunicação com os cidadãos e uma plataforma amigável, com a qual todos os parceiros, sejam da Prefeitura ou não, podem interagir e sugerir contribuições”, ressaltou.

Ainda de acordo com Cazzuni, o BIC também chega em hora oportuna ao trazer mais clareza aos dados operacionalizados pela gestão. “Quanto mais publicidade damos aos dados do município, mais alcançamos a transparência em nosso trabalho como gestores públicos”, concluiu.

Após a abertura, Ronnie Aldrin Silva, diretor do DEPI, conduziu a reunião e apresentou a interface do BIC. Simulando algumas interações possíveis, Silva mostrou à plateia como utilizar o sistema e interpretar os dados disponibilizados. Além de introduzir o site aos presentes, Silva também destacou outras inovações propostas pelo BIC.

“O DEPI sempre recebeu muitas demandas, internas e externas, e nem sempre era possível estabelecer um fluxo de respostas ágil. O BIC enfrenta esse problema ao trazer uma série de informações de forma automatizada e acessível, aproximando o poder executivo do cidadão”, explicou Silva.

Ao longo da apresentação, alguns representantes de outras secretarias já indicaram algumas utilidades que a ferramenta proporcionará ao trabalho executado e também complementaram com sugestões. Em resposta, o diretor do DEPI explicou que esse é o objetivo da ferramenta e que toda sugestão é “bem-vinda” e deve ser enviada à SEPLAG. “O conteúdo será incrementado à medida que novas informações e dados forem atualizados. As atualizações também contemplarão demandas das secretarias, que podem aprimorar a base de dados com suas informações sobre Osasco”, explicou, enquanto mostrava aos presentes como enviar sugestões pelo site.

Além de agrupar todas essas informações, o BIC traz uma relação dos principais equipamentos públicos nos quais a Prefeitura disponibiliza seus serviços, como Unidades Básicas de Saúde, Centros de Inclusão Digital (CIDs) e creches. 





Outras Notícias

Convidada pelo Núcleo de Projetos da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a SEPLAG participou como palestrante do “Legacy das Olimpíadas Rio 2016: Segurança, Energia e Ambiente para cidades inteligentes”, no Consulado Geral da Itália, no Rio de...

Leia mais